Buscar

2022: Muito mais que uma Campanha Salarial

Todos os anos nossa Federação e seus sindicatos filiados travam uma árdua batalha com o setor patronal para garantir aos trabalhadores nossa Convenção Coletiva e o reajuste salarial para a categoria metalúrgica do Estado de São Paulo. Esse tem sido nosso trabalho desde sempre nas fábricas, nas mobilizações e nas mesas de negociação: buscar cotidianamente uma vida melhor e digna aos que geram a riqueza deste país.

No entanto, neste ano nosso desafio e objetivo deve ir muito além do que temos feito com sucesso durante décadas. Considerando a atual situação de miséria econômica e de desmando político em que o país está afundado, nossa pauta de 2022 se apresenta muito mais ampla e precisa estar focada, sobretudo, na retomada da democracia, da esperança, do crescimento econômico e da distribuição de renda no Brasil e tudo isso estará em nossas mãos nas próximas eleições para a presidência e para o Congresso Nacional.

Em nossa Pauta de reivindicações e de luta, temos a obrigação de incluir o fim deste governo de trevas, atraso político, violência, descaso com os mais necessitados e um total descompromisso com a classe trabalhadora. Retirar do Poder a escória política que lá se instalou enganando a população nos últimos quatro anos com um discurso de ódio e com uma total incompetência para gerenciar qualquer crise que possamos ter passado. Aliás, o atual governo é a própria crise e precisamos dar um basta nisso.

Mais do que nunca devemos ter claro que nossa Campanha Salarial deverá ser mais um instrumento de mudança na atual realidade de fome, desemprego, trabalhos precarizados, perda de direitos e tantas outras humilhações que passam os trabalhadores brasileiros. Vamos, sim, por mais um ano, garantir nossa Convenção Coletiva de Trabalho e o reajuste salarial dos metalúrgicos mas, muito além, vamos nos mobilizar e nos organizar para elegermos em outubro um governo que tenha compromisso real com nossas reivindicações permanentes por dignidade e qualidade de vida aos trabalhadores de nosso país.


Eliseu Silva Costa

Presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo