Buscar

Suzano: Metalúrgicos aprovaram resultados da Campanha Salarial 2021-2022


Após meses de negociações com os empresários, os metalúrgicos de Suzano aprovaram os resultados da Campanha Salarial 2021-2022, que foi coordenada pela Federação dos Metalúrgicos de São Paulo, com a participação de 54 sindicatos de todo o Estado.


Em assembleia realizada na noite de sexta-feira (12/11), na sede do Sindicato, os trabalhadores concordaram com os itens apresentados pela Diretoria. Os metalúrgicos terão reajuste salarial de 11,08% (que será pago em uma única vez, a partir de janeiro de 2022), manutenção de todas as cláusulas sociais até o final de 2022 e um abono salarial de 26%, com base no salário atual e dividido em duas vezes (13% até o dia 20 de dezembro e 13% até o dia 20 de janeiro de 2022).


O presidente do Sindicato, Pedro Benites, comandou a assembleia e analisou o resultado da Campanha Salarial como muito positivo: “O Brasil vive uma situação econômica difícil e as negociações foram complicadas, mas conseguimos repor a inflação acumulada no período, garantimos um bom abono salarial e também asseguramos a manutenção das cláusulas sociais, que são extremamente importantes atualmente. Nosso acordo coletivo é melhor do que a CLT em muitos pontos”, disse.


Benites lembra que, após a Reforma Trabalhista, aprovada em 2017, os itens negociados entre funcionários e patrões passaram a ter o mesmo valor da legislação. Esses itens são as cláusulas sociais, que garantem benefícios e direitos já conquistados pelos metalúrgicos.


“Temos várias cláusulas sociais importantes, conquistadas ao longo dos anos, e que estão mantidas. Um exemplo é a cláusula que garante estabilidade no emprego até a aposentadoria para o metalúrgico que sofre um acidente de trabalho. Se essa cláusula não existisse, o trabalhador correria o risco de ser dispensado após o acidente, justamente na hora mais difícil para ele e para a sua família”, explicou.


Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de Suzano