Buscar

Missa de 1º de Maio: o trabalho torna-se participação na própria obra da salvação

Pelo segundo ano consecutivo, o Sindicato dos Metalúrgicos transmitiu ao vivo, pela internet, a tradicional missa de 1º de Maio em louvor a São José Operário, Padroeiro dos Trabalhadores. Celebrada pelo padre Leandro Megeto, pároco da Paróquia Nova Jerusalém, a missa foi realizada com público restrito no Espaço M. O ato litúrgico é realizado pelo Sindicato há 33 anos.

A missa em ação de graças a São José deste ano foi especial, uma vez que o Papa Francisco convocou pela primeira vez na história da Igreja Católica o “Ano de São José”.



“Assimilamos, neste 1º de Maio, a figura São José para contemplar as pessoas comuns, que no trabalho diário, cooperam com o crescimento da obra do criador”, disse o padre Leandro em sua homilia.


No início da homilia, o padre dedicou uma prece às vítimas da COVID-19.

O pároco apresentou o entendimento da doutrina social da igreja sobre o trabalho. “O trabalho torna-se participação na própria obra da salvação. Oportunidade de apressar a própria vinda do reino, desenvolver as próprias potencialidades, colocando-as a serviço da comunidade e da comunhão”, explicou


Com base na doutrina, o padre também argumentou sobre a importância das entidades sindicais. “A doutrina social da igreja reconhece o papel fundamental dos sindicatos. Eles não são somente reflexo de uma estrutura de classes, os sindicatos são promotores da justiça social”.

Durante o ato, houve a benção aos trabalhadores, às carteiras de trabalhos, currículos e ferramentas de trabalho.


Para o presidente do Sindicato, Eliseu Silva Costa, além da paz de espírito, a tradicional missa de 1º de Maio oferece uma oportunidade de reflexão sobre o trabalho e a vida.

“Que tenhamos esperança para enfrentar esse momento delicado. O colapso econômico, aprofundado pela pandemia, só será superado quando todos nós estivermos juntos, em comunhão, como ensina a doutrina social da igreja. Mesmo neste momento difícil, os trabalhadores seguem firmes. Sendo assim, com as bênçãos de São José, não tenho dúvidas que sairemos fortalecidos dessa situação”, afirmou Eliseu Silva Costa.


Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de jundiaí