Buscar

Metalúrgicos de Piracicaba e região protestam em defesa da Previdência Social

No Dia Nacional de Luta em defesa da Previdência Social e da Aposentadoria, a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba e região, esteve presente, no manifesto realizado (22/03), em frente a agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em Piracicaba.

O protesto, organizado pelo Conselho da Entidades Sindicais de Piracicaba (Conespi), reuniu diversos sindicatos filiados a entidade, como também professores, ONGs, servidores e trabalhadores. Com faixas e cartazes, os manifestantes mostravam sua indignação. A população ouvia atentamente as informações.

Segundo Juraci Goes, Magal, presidente da Associação dos Metalúrgicos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Piracicaba, “Se a reforma da Previdência for aprovada, a maioria da população não irá se aposentar. Não podemos deixar este governo, fazer isto com a sociedade”, disse.

A reforma da Previdência já foi apresentada na Câmara dos Deputados, se aprovada, seguirá para o Senado. A reforma propõe uma idade mínima para a aposentadoria de 65 anos, para os homens, e 62 anos, para mulheres, com 25 anos de tempo de contribuição. Para receber 100% do benefício, o cidadão terá que contribuir por 40 anos; Reduz o valor do benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas), pagas a pessoas com deficiência e idosos a partir de 65 anos e de baixa renda. O projeto propõe o pagamento de R$ 500 para pessoas com 55 anos. Aos 65 anos, o idoso ou deficiente passaria a receber R$ 750. Somente brasileiros com 70 anos ou mais receberiam o valor integral de um salário mínimo – R$998; Alterações na pensão por morte; Propõe uma idade mínima para a aposentadoria dos professores; dentre outros.


FEDERAÇÃO DOS METALÚRGICOS DO ESTADO DE SÃO PAULO 

Rua Pará, 66 - Higienópolis - São Paulo - SP - Tel.: 3217--5255

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • YouTube
logo z.jpg