Buscar

Metalúrgicos aprovam abono, reajuste e conquistas da Convenção Coletiva

Os metalúrgicos aprovaram em Assembleia Geral na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, na Liberdade, nesta sexta, 29 de outubro de 2021, a proposta negociada com o grupo patronal 3 (autopeças) que também servirá como parâmetro para os demais grupos patronais na Campanha Salarial 2021 em andamento.

  • abono de 26% – 13% até 30 de novembro e 13% até 30 de dezembro de 2021.

  • renovação das conquistas da Convenção Coletiva de Trabalho.

  • correção do piso salarial.

  • reposição da inflação a partir de janeiro com base no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) do período.

A Assembleia foi coordenada pelo presidente do Sindicato, Miguel Torres, e pelo secretário-geral Jorge Carlos de Morais, o Arakém, com presenças dos diretores e diretoras do Sindicato e equipes.

Miguel Torres, também presidente da Força Sindical e da CNTM, destacou a unidade da categoria metalúrgica com o Sindicato nestas importantes conquistas da campanha salarial, ainda em um período difícil de crise e de alto custo de vida, e lembrou que o movimento sindical atuante e representativo é essencial para a classe trabalhadora e para a sociedade em geral.

“O sindicalismo surgiu para combater a exploração e as injustiças, numa sequência histórica desde a 1ª greve geral no Brasil, em 1917, até os dias de hoje. No enfrentamento à reforma trabalhista de 2017, garantimos os direitos das trabalhadoras gestantes e lactantes e a gratuidade na Justiça do Trabalho para os mais humildes; revertemos no Senado Federal a MP 1045 que se fosse aprovada como foi na Câmara Federal iria diminuir e muito a renda e os direitos dos trabalhadores. Temos agora o desafio de impedir que a reforma administrativa da PEC 32 destrua os serviços públicos essenciais para a população”, disse Miguel Torres.

Ele também falou sobre o atendimento humanizado do Centro de Referência e Atenção à Família Metalúrgica, na Rua do Carmo, agora sob a coordenação da diretora Cristina, anunciou a futura reativação do Centro de Lazer da Família Metalúrgica de Praia Grande e defendeu nas próximas eleições o voto em mais representantes dos trabalhadores nos governos e parlamentos (Congresso Nacional e Assembleia Legislativa).

Nesta mesma linha, falaram o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, o deputado federal Paulinho da Força e o secretário-geral do Sindicato Arakém.

A Campanha dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes é unificada com outros 53 sindicatos filiados à Federação dos Metalúrgicos, representando cerca de 800 mil trabalhadores, com data-base em novembro, em todo o Estado de SP.

Fonte: https://metalurgicos.org.br