top of page
Buscar

Guarulhos: Festa celebra 60 anos do Sindicato e mostra que os sonhos não envelhecem


Ao conceber a celebração dos 60 anos de nosso Sindicato, neste domingo, dia 30, a diretoria tinha em mente realizar uma bela festa e reunir um grande número de trabalhadores no Clube de Campo. Esses dois objetivos foram alcançados.


“Pensamos em marcar fortemente essas seis décadas e estou certo de que antes, durante e depois, os 60 anos do Sindicato ficarão na memória da categoria, do sindicalismo, das autoridades e de pessoas que vieram de longe nos prestigiar”, afirma Josinaldo José de Barros (Cabeça), presidente.


Cabeça, à frente da diretoria Metalúrgicos em Ação, agradece o empenho da direção, dos funcionários e dos parceiros. Ele diz: “Sindicalismo é ação coletiva. Quando as vontades se juntam e se engajam, tudo corre bem. Tenho certeza que a família metalúrgica teve um dia muito feliz”.


Ganhador - Feliz estava Adão da Silva Fonseca, ex-operador de máquina na Borlem, hoje aposentado. Sócio do Sindicato há quase 40 anos, ele ganhou a primeira das duas motos Yamaha sorteadas. “Sempre participei da vida sindical, seja nos eventos festivos, seja em greves e outras lutas”, diz o companheiro. Ele estava acompanhado da esposa Lúcia, com que é casado há 36 anos.


Teve música? Sim, porque festa com música é sempre muito melhor. E a grande atração do evento foi a exibição da dupla Édson e Hudson, que apresentou seus grandes sucessos. O público cantava junto e aplaudia. Uma banda excelente acompanhou a dupla.


Durante a festa, o Sindicato ofereceu espetinho e refrigerantes, gratuitamente. Nosso secretário-geral, José Carlos de Oliveira (Chorão), comenta: “Sem exagero, mas também sem regular. Teve o suficiente pra todo mundo”.


É preciso muito trabalho pra organizar uma festa desse porte, cuidar dos detalhes durante sua realização, conduzir os sorteios, bem receber os sócios e também recepcionar sindicalistas e autoridades. Nesse sentido, a festa dos 60 anos mostrou peso e prestígio, por exemplo, com a presença do ex-prefeito Elói Pietá (PT), do presidente nacional da Força Sindical, Miguel Torres, do deputado estadual Márcio Nakashima (PDT) e de outras personalidades.


Por volta das 17 horas, um jornalista perguntou ao presidente Cabeça: - Você não está cansado, não? Ele respondeu: - Depois que terminar a festa, fizermos os sorteios e da inauguração do Memorial dos Metalúrgicos eu vou ter tempo pra ficar cansado.


Merecimento - O Memorial Francisco Cardoso Filho (Chicão) reúne fotos e documentos referentes aos 60 anos do nosso Sindicato. A metalúrgica Ritinha de Oliveira Santos, há mais de 40 anos sindicalizada, estava emocionada. “Conheci o Chicão no auge. Era um líder autêntico, que brigava pela categoria. Essa homenagem, dando ao Memorial nome do Chicão, é mais do que justa”.


Avançar - Todos os diretores do Sindicato se desdobraram durante a festa que lotou nosso Clube de Campo neste domingo. Os ex-presidentes José Pereira dos Santos e Edmilson Felipe Neri estavam presentes. Edmilson faz parte do grupo original, que fundou no começo dos anos 60 a Associação transformada em Sindicato dia 30 de abril de 1963, por ato do então presidente da República João Goulart, Jango.


“Era um grupo valente, verdadeiros sonhadores”, comenta Edmilson. Sonho que se renova a cada diz quando um trabalhador desperta para seus direitos, pois, como canta Milton Nascimento numa de suas memoráveis canções: “Sonhos não envelhecem”.


Cobertura completa - Acesse o Facebook e o Instagram do Sindicato. Durante toda esta semana, retrataremos uma festa histórica e memorável.


Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos

bottom of page