top of page
Buscar

Correção do FGTS


Em 2014, o partido Solidariedade apresentou uma ação questionando o reajuste do FGTS, e agora estamos aguardando uma decisão do STF (Superior Tribunal Federal). Dois ministros, o relator Luís Roberto Barroso e André Mendonça, defendem que a remuneração do FGTS seja igual à da poupança, mas apenas a partir de agora, depois da conclusão do julgamento, sem retroagir, devendo as perdas passadas serem resolvidas pelo Legislativo ou por negociação coletiva.

Nossa base de trabalhadores metalúrgicos está abrangida por uma ação coletiva movida pelo sindicato. Essa ação busca o reajuste do saldo do FGTS desde 1999, mas dependemos desta decisão do STF para obter sucesso no pedido de valores retroativos. Somente se a maioria dos ministros reconhecer o direito aos atrasados, poderemos receber os valores devidos retroativamente. No momento, o julgamento está suspenso, pois o ministro Nunes Marques pediu mais tempo para análise.

Comments


bottom of page