Buscar

Após luta dos trabalhadores, Renault e Sindicato chegam a acordo e greve é encerrada

Proposta de conciliação foi aprovada em assembleia na porta de fábrica nesta manhã (23). Trabalhadores conquistaram avanços no vale mercado, PLR e na recuperação dos salários




Após 16 dias (corridos) de paralisação dos trabalhadores (iniciada em 06/05), a Renault(São José dos Pinhais) entrou em consenso com o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba(SMC) sobre o acordo de flexibilidade e competitividade(2022/23) que engloba Participação nos Lucros e Resultados(PLR), data-base, vale-mercado e outros itens.

A proposta fechada neste final de semana foi levada para votação dos metalúrgicos nesta manhã(23) em assembleia liderada pelo SMC na porta de fábrica. A maioria dos trabalhadores aprovou a proposta que engloba:

-PPR PARA 2022/2023:

Pagamento mínimo de R$ 22.500,00 para 2022 para um volume de 198.160 veículos e R$ 23.000,00 para 2023 acrescido de correção do INPC .

Antecipação de R$ 13.750,00 em 2022, e R$ 14.000,00 em 2023;

Para pagamento de volume de 244 mil carros em 2022 o valor será de R$ 27.500,00 e para o mesmo volume em 2023 o valor será de R$ 28.000,00;

2 -REAJUSTE SALARIAL

Reajuste de 13,67% em setembro de 2022, ou INPC mais 1,5% o que for mais favorável ao trabalhador, e em setembro de 2023 garante-se o INPC mais 1,5% (um e meio por cento) de aumento real;

3 -VALE MERCADO

Passa a R$ 1000,00 (um mil reais) a partir de junho de 2022, e em Setembro de 2023 será ajustado pelo indice de data base;

4 -DIFERENÇAS SALARIAIS

Diferenças do adiantamento da PPR de 2022 será pago no dia 30/05/2022;

Ressarcimentos dos Descontos dos dias de greve também será reposto no dia 30/05/2022;

5 -DIAS DA GREVE

Será reposto em DNT’s na proporção de 6 x 8, ou seja para cada seis horas trabalhadas quita-se oito horas de greve;

6 - LOGÍSTICA, CIA E MANUTENÇÃO:

LOGÍSTICA – Negociada tabela a ser discutida com os trabalhadores garantindo-se um piso inicial de R$ 2.081,00(dois mil e oitenta e um reais);

CIA – passam a receber a mesma PLR que os demais trabalhadores;

MANUTENÇÃO – Em uma semana, a empresa se compromete a apresentar proposta para análise aos Trabalhadores e sindicato;

7 - CLÁUSULAS DO ACORDO:

As Cláusulas que sinalizem “terceirização” que não seja atividade fim, terão que ser previamente discutidas com o sindicato, ficando proibida a terceirização das atividades fim na empresa; Renault: No caso de terceirização ficam fora qualquer terceirização de atividade-fim (produção) e do setor da manutenção;

A cláusula de PRJ as partes concordam em retirar da renovação do próximo ACT;

As partes concordam em aumentar de 12 DNT,s ano para 20 DNT,s ano para serem compensados durantes a vigência do próximo ACT; Renault:

As demais Cláusulas, serão renovadas com as alterações já sugeridas pelo sindicato: Renault: As demais clausulas do ACT 2020/2024, com vigência até 31/08/2024 permanecem conforme acordado entre as partes.

A Renault emprega cerca de 5 mil trabalhadores que produzem os modelos Duster, Captour, Kwid, Sandero, Logan, Oroch e Master. A unidade brasileira ainda conta com uma fábrica de motores.

Confira fala do presidente do SMC, Sérgio Butka, sobre a luta e conquista dos trabalhadores


Fonte: Força Sindical